coisas de junho, 2017

Standard

As leituras de alguns fins-de-semana e não só.

Um pouco de banda desenhada:

  • Airborne 44 – o segundo díptico, composto pelos álbuns Omaha Beach e Destinos Cruzados, revelou-se superior ao díptico anterior. Adorei esta aventura
  • Airborne 44 – o terceiro díptico, composto pelos álbuns Se é Preciso Sobreviver e Inverno das armas, foi o díptico que menos gostei. Fiquei um pouco desapontado.
  • Tokyo Ghoul #7 de Sui Ishida – volume brutal. Sanguinário.

Um pouco de outras coisas mais:

  • Hereges e Heróis de Thomas Cahill – muito bom. Muito bom mesmo.
  • A Sétima Função da Linguagem de Laurent Binet – que leitura adorável. Belo. Surreal. Real. Majestoso.
  • Furiosamente Feliz de Jenny Lawson – Divertido. Tocante. Mas não me entusiasmando por aí além.
  • O Alquimista – Os Segredos de O Imortal de Nicholas Flamel de Michael Scott – já tinha lido este livro na altura da sua edição em Portugal (2008). Chegou a altura de terminar a leitura desta saga e para isso foi necessário ler o primeiro.
  • O Mágico – Os Segredos de O Imortal de Nicholas Flamel de Michael Scott – leitura para relaxar.
  • Lágrimas na Chuva de Rosa Montero – lido. Excelente. Bom. O segundo livro que leio com Bruna Husky – coisa boa.
livros

a nova remessa

  • A Rainha do Sul de Arturo Pérez-Reverte – outro livro de um escritor que nunca me desiludiu. O mar é quase, sempre, uma personagem que inspira, consola, amarga a vida das personagens. Arturo Pérez-Reverte oferece outra história bem tecida, cativante, viciante – paixão em estado puro e duro. Personagens hipnóticas – brilhante!

o alquimista – os segredos de o imortal nicholas flamel

Standard

“O Alquimista – Os Segredos de O Imortal” Nicholas Flamel, Michael Scott (Edições Gailivro) é um livro que nos envolve na história sem dificuldade. A leitura dos primeiros três capítulos trouxe-me à memória o filme “Ponto de Vista”: vemos os acontecimentos pela perspectiva de personagens diferentes.

Apesar de já ter pensado em comprar esta obra fui sempre adiando a sua compra em detrimento de outras – coisas.

A verdade: Nicholas Flamel nasceu em Paris, em 28 de Setembro de 1330. Quase setecentos anos depois, é reconhecido como o maior Alquimista de todos os tempos. Diz-se que descobriu o segredo da vida eterna. Os registos certificam que ele morreu em 1418. Mas o seu túmulo está vazio.

A lenda: Nicholas Flamel está vivo, graças ao elixir da vida que produz há séculos. O segredo da vida eterna está escondido no livro que ele protege – o Livro de Abraão, o Mago – o mais poderoso de sempre.
Se este for parar às mãos erradas poderá ser o fim do Mundo. É exactamente o que Dr. John Dee planeia fazer ao roubá-lo. A Humanidade só dará conta do que está a passar, quando for tarde demais e, se a profecia estiver correcta, Sophie e Josh Newman são os únicos com poder para salvar o Mundo, tal como o conhecemos.

Às vezes as lendas são verdadeiras. E Sophie e Josh Newman estão prestes a embrenhar-se na maior lenda de todos os tempos.

informação das Edições Gailivro

Esta sinopse é o ponto de partida para uma história do fantástico de qualidade inegável. Michael Scott combina as diversas mitologias (romana, grega, egípcia, nórdica, céltica) com a devida mestria. Recomendo vivamente a sua leitura.

Apenas saliento que a revisão em vários momentos deixa um pouco a desejar: ver páginas 42 e 49.