há pessoas que não gostam de esquinas nas cidades

Standard

Há pessoas que não gostam de esquinas nas cidades. Existe outro tipo de esquinas, mas aqui e agora apenas falarei das esquinas das cidades: grandes ou pequenas, sujas ou limpas, luminosas ou escuras. Eu adoro uma bom ângulo de rua. Deve ser uma das melhores coisas que há nas cidades. Uma esquina tem algo de mágico, de perturbador, de enganador. É na esquina que acontecem reencontros surpreendentemente bons ou amaldiçoadamente maus, despedidas doces e amargas, choques e colisões, emoções e convulsões. Sem esquinas só existiriam rectas longas e obtusamente infinitas, aborrecidas.
Além de que numa recta nunca conseguiria me esgueirar, mas numa esquina isso é possível e logo ali ao virar da esquina – onde estou? fugi.

Anúncios

os amantes (excerto)

Standard

Ele sai de casa atrelado à sua yorkshiree terrier. Ela sai de casa a reboque do seu husky siberiano. Não se cruzam, mas encontram-se diariamente pelas 07h15m de relógio no sector 1.2rc2 do parque da cidade de Barcelos. Aí aguardam pacientemente que os canídeos defequem. Depois cada um deles com a mão direita envolta num saco de plástico recolhe da fina relva as fezes desiguais.

Mão extraída do saco; fechado com nó – ele e ela finalmente cruzam-se com um olhar tímido, cúmplice enquanto cada saco de fezes é depositado no caixote do lixo em sincronia.

informações: apenas um extracto da história

em 1994, mário soares era amigo?

língua
Standard

nosso_amigo
Este meu artigo de opinião foi escrito em 15 de Dezembro de 1994 no jornal “Notícias de Barcelos”, ano VI, nº 305.
Como outras “coisas” foi descoberto dentro dos imensos caixotes de cartão que ainda não foram realojados após ter deixado a minha antiga casa – vulgo casa dos pais.
Agora, sempre que posso ou a nostalgia pede um maior encontro com o meu passado lá me encontro a “arrumar” – o desejo? é esse, mas o resultado é muitas das vezes perder-me pelas “coisas” – em locais adequados o conteúdo das caixas ou a despacha-lo definitivamente para o lixo.
Não deixa de dar algo gozo ler, passados quase 16 anos, como debitava, certamente delirando, algumas opiniões “políticas” com a vontade de mudar, não o mundo, mas pelo menos algumas consciências; claro, que é maior a desilusão pela descoberta do quando nada mudou.

Nessa altura, 1994, o “animal” político ainda mexia dentro de mim.
Actualmente, apenas, estrebucha.

gran torino

Standard

“Gran Torino” é um excelente filme de Clint Eastwood e com Clint Eastwood.
É reconfortante que no meio de tanto lixo visual haja uma pérola como esta que compense tudo o resto.

Se é o último filme de Clint Eastwood a sua carreira termina em GRANDE.

reciclar???

Standard

A reciclagem é uma boa ideia.
Mas de uma forma geral é outra forma de as empresas/estado/etc ganharem muito, mas muito dinheiro, à custa de uma ideia politicamente correcta: devemos ser amigos da natureza. E quem é meu amigo? O que ganho no imediato com isso. Ah, dizem, a longo prazo é uma boa coisa. Ah é? Mas dentro de 80 anos e a correr bem eu não estou aqui. Entrarei, também, num processo de reciclagem. Humm, tenho de pensar nos meus filhos e nos filhos dos meus filhos e assim. Tretas.

O dia-a-dia de um ex-reciclador.
Ora vejamos:
1. compro água engarrafada numa garrafa de plástico
2. deposito-a para reciclagem
3. pago das mais elevadas taxas de recolha de lixo
4. compro outra garrafa ao mesmo preço, se tudo correr bem, da anterior

O que poupei neste processo. Não poupei rigorosamente nada. O que consegui foi:
1. perder tempo
2. dar a ganhar a uma empresa de integração de lixo com o meu lixo.

Mas e se for uma pilha? Vejamos:
1. compro a(s) pilha(s)
2. pago um eco imposto
3. gasto a(s) pilha(s)
4. entrego a(s) pilha(s) no pilhão
5. pago das mais elevadas taxas de recolha de lixo
5. decido não comprar mais pilhas

O que poupei neste processo. Não poupei rigorosamente nada. O que consegui foi:
1. perder tempo
2. dar a ganhar a uma empresa de integração de lixo com o meu lixo e nem o eco imposto foi devolvido

Okay, nem tudo é mau, ouvi uma música e bebi água.