sons of man

Standard

O meu livro Sons of Man já está disponível para compra. É editado pela Black Scat Books; com prefácio de Mercie E Silva.


Nota de lançamento.
Esqueçam a Mona Lisa, o tema da pintura clássica de René Magritte, Le fils de l’homme (1964), foi transformado em um icónico everyman  – forçado a enfrentar as forças da vida contemporânea.

O artista português Paulo Brito reanima a misteriosa figura numa série de colagens satíricas que não esquecerá em breve.

O futuro do Dada está aqui!

 

Clique aqui para o comprar

rags – 0002

Aside

Why “the book” is essential for your body?
Every “book” in your diet plays an essential role to keep your mind healthy and away from stupidity. An atrophied brain require your body to work harder to do simple tasks, which leads to fatigue, illness, or other health problems. “The book” in a balanced diet will ensure the creation of a powerful mind.

from the perverse mind of paulo brito

lol, camouflage 6.1 – by books

Standard

lol in typical Next Thursday fashion has navigated through books never before navigated. He has left the three-dimensional space and entered the multidimensional space. He is looking for the perfect book for his hideaway. So, he jumps from book to book like a grasshopper – free of responsibilities, of deadlines to meet. His current motto could almost be “Pack your knapsack and go.” After so much jumping and running through amazing, minimalist and tragic books, of dense, light and dour writing, he opts, for his lair, for an illustrated book filled with people sitting on roofs, peering from windows and doors, descending and ascending stairs, dressed in blue, green, brown, yellow or striped, traveling on a train, ship or submarine; with strange and normal objects; with real bears and teddy bears; with fish and dinosaurs, horses, cows and even robots. In that crowd, that mosaic of confusion, lol realizes, finally, that he will be camouflaged. Then we hear him say ‘let me through’ while bypassing a green tank driven by a yellow fish; ‘do not push’ as he crosses paths with a blue group of soldiers; ‘do not fall’ as he faces Humpty Dumpty, who is on top of a wall made of books. Then we see him getting more than annoyed when he observes that the house made of cards is occupied by an astronaut, a skier, a conductor, a matrioska. lol throws his arms up high and grumbles loudly ‘SERIOUSLY! EVEN A MATRIOSKA?’

[… an excerpt …]

wishlist

Standard

Uma lista provisória de alguns livros que estou interessado em ler e/ou reler.

  • O Peso do Coração de Rosa Montero [Porto Editora]
  • Bats of the Republic: An Illuminated Novel by Zachary Thomas Dodson
  • 2084 – O Fim do Mundo de Boualem Sansal [Quetzal Editores]
  • Cinzas de um Novo Mundo de Rafael Loureiro [Editorial Presença]
  • 60 Histórias de Donald Barthelme [Antígona]
  • Ready Player One by Ernest Cline [Editorial Presença]
  • A Provocadora Realidade dos Mundos Imaginários de António de Macedo [Saída de Emergência]
  • Marked To Die – A Tribute to Mark Samuels by Justin Isis
  • A Rapariga Que Sabia Demais de M. R. Carey [Nuvem de Tinta]
  • A Ilha do Doutor Moreau de H. G. Wells [Alêtheia]
  • O Fantasma de Canterville e Outras Histórias de Oscar Wilde [Alêtheia]
  • Kallocaína de Karin Boye [Antígona]
  • A Rainha do Inverno de Boris Akunin [Editorial Presença]
  • Flatland – O Mundo Plano de Edwin A. Abbott [Porto Editora]
  • Synthesis [Fantastic Books Publishing]
  • Santuário de Andrew Michael Hurley [Editorial Presença]
  • Lisboa no Ano 2000 [Saída de Emergência]
  • Galxmente de Luís Filipe Silva [Editora Épica]
  • Dois anos, oito meses e vinte e oito dias de Salman Rushdie [D. Quixote]
  • A Sombra do Vento de Carlos Ruiz Zafón [Planeta]
  • O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón [Planeta]
  • O Prisioneiro do Céu de Carlos Ruiz Zafón [Planeta]
  • O Labirinto dos Espíritos de Carlos Ruiz Zafón [Planeta]
  • Homens Bons de Arturo Pérez-Reverte [Edições Asa]
  • A Rainha do Sul de Arturo Pérez-Reverte [Edições Asa]
  • O Franco-Atirador Paciente de Arturo Pérez-Reverte [Edições Asa]
  • O Tango da Velha Guarda de Arturo Pérez-Reverte [Edições Asa]
  • Um Dia de Cólera de Arturo Pérez-Reverte [Edições Asa]
  • O Hussardo de Arturo Pérez-Reverte [Edições Asa]
  • O Mestre de Esgrima de Arturo Pérez-Reverte [Edições Asa]
  • Território Comanche de Arturo Pérez-Reverte [Edições Asa]
  • 4,3,2,1, de Paul Auster [Edições Asa]
  • OutCast volume 1 de Robert Kirkman e Paul Azaceta [Gfloy]
  • As Cruzadas Vistas pelos Árabes de Amin Maalouf [Edições 70]
  • O Último Livro de Zoran Zivkovic [Cavalo de Ferro]
  • Identificação de Um País de José Mattoso [Temas e Debates]
  • Terranium de João Barreiros e Luís Filipe Silva [Saída de Emergência]
  • The Sun God’s Heir: Return Book One by Elliott Baker
  • The Warren de Brian Evenson
  • C de Tom Mccarthy [Editorial Presença]
  • Ouve a Canção do Vento & Flíper de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • Os Assaltos à Padaria de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • 1Q84, volume 1 de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • 1Q84, volume 2 de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • 1Q84, volume 3 de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • Auto-retrato do Escritor Enquanto Corredor de Fundo de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • A rapariga Que Inventou um Sonho de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • Dança, Dança, Dança de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • Crónica do Pássaro de Corda de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • O Impiedoso País das Maravilhas e o Fim do Mundo de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • Sono de Haruki Murakami [Casa das Letras]
  • Um Caçador de Leões de Olivier Rolin [Sextante Editora]
  • Ulisses de James Joyce [Relógio D’Água]
  • Moby Dick de Herman Melville [Relógio D’Água]
  • Coração de Trevas e no Extremo Limite de Joseph Conrad [Relógio D’Água]
  • De Profundis de Oscar Wilde [Relógio D’Água]

a dance with dragons

Standard

Tenho este livro, A Dance with Dragons, para ler desde 2011. Li os primeiros 4 livros de uma assentada com um grande prazer. Depois esperei pacientemente pelo lançamento do quinto volume. Assim que esteve disponível comprei a versão original e comecei de imediato a sua leitura.

A questão é que até ao dia de hoje ainda não finalizei o livro e não estou, também, a visualizar a série – deixei de a ver na temporada 3 (salvo erro).

O motivo que me leva a não pegar no livro e retomar a sua leitura está envolto na penumbra: ou é o peso, mais pesado que um tijolo, ou o número de páginas, são 1152, ou apenas o não ter, realmente, paciência para histórias que se prolongam ad eternum.

São mais pensamentos avulsos ou diários de sanita.

mais três livros por rhys hughes

rhys hughes
Standard

Recebi hoje os livros:

  • Flash in the Pantheon (2014)
  • The Sticky Situations of Zwicky Fingers (2014)
  • Rhysop’s Fables (2014)

e surpresa das surpresas o livro Rhysop’s Fables “is the one with the title spelled wrongly.”
Aqui o temos em companhia dos seus irmãos mais pequenos.

rhysop's fables

rhysop’s fables

Sou mesmo um tipo com sorte.

a porta dos infernos

Standard

A Porta dos Infernos por Laurent Gaudé (edição pela Porto Editora) foi lido no decorrer do dia de ontem. É um daqueles livros que tinha para ler e que era preterido em relação a outros.

Já sabia antes de o começar a ler que ia gostar dele, não sabia que seria uma leitura vertiginosa. A Porta dos Infernos é um livro sobre a morte, o desespero, o esquecimento, a fragilidade dos sentimentos, mas acima de tudo sobre a importância da vida. Não me deixou indiferente; é um livro muito bem escrito e profundamente perturbador.

O Pintor de Batalhas por Arturo Pérez-Reverte foi outros dos livros que me conseguiu abalar – no bom sentido. Contudo A Porta dos Infernos é uma leitura mais sufocante.

E estas palavras ditas por Schmidt no filme “About Schmidt” podem quase explicar um pouco do que foi lido.

Relatively soon, I will die. Maybe in 20 years, maybe tomorrow, it doesn’t matter. Once I am dead and everyone who knew me dies too, it will be as though I never existed. What difference has my life made to anyone. None that I can think of. None at all.