para quando mais?

Standard

Acumulei nas férias algum correio não solicitado a aconselhar redução de peso (como?), pirâmides milagrosas, aquisição de revistas com 60% sobre o preço da banca, colchões magnéticos, curas contra inveja, etc…

O que fiz perante esta ocupação abusiva da minha caixa de correio, assim tão vilipendiada? Rasguei os papéis? Reciclei-os? Requisitei algum produto? Solicitei qualquer serviço? Não.

O mais giro, apetitoso, delirante, maquiavélico é que todos os envelopes continham um lindo, simples, puro envelope RSF (Resposta Sem Franquia); aqueles que sabemos que se tem escrito RSF bastam ser colocados no marco do correio – o pormenor de saber que alguém vai pagar o envio de nada cria-me uma sensação de satisfação um pouco pecaminosa. E, como tal, diligentemente preenchi com que o me foi enviado os envelopes RSF e meti-os no marco do correio.

Só de imaginar as expressões, as emoções da pessoa que abriu cada um dos envelopes e descobrir imaculado o lixo que me enviou enche-me o peito de orgulho e a mente de elucubrações mágicas.

Anúncios

deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s