zona 84 e connie lingus

Standard

Continuando o reencontro com as revistas Zona 84 adorei rever Bruce Jones e a sua deliciosa Connie Lingus. Connie Lingus é uma crítica brejeira e imperdível sobre o puritanismo sexual dos comics.

O ataque ao puritanismo começa desde logo no nome da heroína. Connie Lingus tem a mesma sonoridade que cunnilingus [cunilíngua, em português] que significa estimular os órgãos sexuais femininos com a boca ou com a língua.

Connie Lingus [1973] são as aventuras de uma avantajada donzela ruiva vítima das piores agruras. Nunca estando totalmente vestida, sempre nua do umbigo para baixo, desperta os maiores desejos sexuais em qualquer criatura possuidora de um falo; seja um polvo, uma cobra, um gorila, um ET, um robot ou um humanóide. Com desenhos de traços simples, mas fortes é de louvar a forma como Bruce Jones numa prancha cria, desenvolve e finaliza uma episódio verdadeiramente insólito na vida de Connie Lingus. E é esta simbiose que me fascina.

connie lingus

connie lingus

Ao pesquisar na www sobre Bruce Jones e a sua Connie Lingus não encontrei referências por aí além e zero imagens no Google. Na wikipedia apareceu-me um Bruce Jones, mas ligado a uma fase do Hulk (2001-2005). Seria o mesmo autor? Ao efectuar nova pesquisa, mais a fundo(?), tenho acesso a isto:

Seguirá dibujando, pese a todo, relatos cortos y series (como aquella Connie Lingus memorablemente paródica, digna réplica en tebeo al Flesh Gordon de la gran pantalla), pero su ocupación principal será la de escritor.

ver aqui

arena

arena

E nessa mesma página a imagem da capa de uma graphic novel (n.º18) “Arena – A Dimensão do Terror” editada pela Abril Jovem em 1989 de Bruce Jones (história e desenhos) e Paul Mounts (cores). Chegado aqui fui à estante dos livros, ainda, não arrumados à procura d’Arena. É de concluir que é o mesmo criador e que a wikipedia está omissa na biografia de Bruce Jones.

“Arena” tem o mesmo estilo visual de Connie Lingus, mas com outra qualidade e detalhe nos desenhos. As personagens, principais são, também, femininas e a revelação sem pudor de partes dos corpos femininos é uma constante.

Anúncios

One thought on “zona 84 e connie lingus

deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s