inferno

Standard

Adoramus te, Christe,
et benedicimus tibi,
quia per sanctam crucem tuam
redermisti mundum.
Christie sanguis, ave,
Celi sanctissime potus,
unda salutaris, crimina nostra lavans.

“Muitos e diversos são os obscuros horrores que infestam a terra desde a sua criação. Dormem debaixo da rocha inamovível; crescem com a árvore desde as suas raí­zes; agitam-se no mar e nas regiões subterrâneas; habitam nos redutos mais sagrados. Quando chega a sua hora saem do sepulcro de orgulhoso bronze ou da mais humilde cova de terra.”

Anúncios

deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s