o dia seguinte

Standard

Vejamos um perfeito exemplo de verdadeira contra publicidade.
Se uma menina, mulher, donzela, senhora, senhorinha ou pura e simplesmente uma putinha, para não usar a palavra puta, tomar a pílula do dia seguinte no dia seguinte a ter sexo sem protecção contraceptiva e nesse dia mesmo dia, que é o dia seguinte ao anterior, mas também o dia anterior ao seguinte, acometer-se novamente a sexo celestial sem as necessárias medidas de protecção contraceptiva será que no dia seguinte a esse dia, que já foi dia seguinte do dia anterior, terá de tomar novamente a pílula do dia seguinte? Será que estaremos perante o mito do eterno retorno tão querido das filosofias pré-cromáticas? Ou é apenas uma caça camuflada aos gambozinos? Ou será a razão para Santo Inga ser um autêntico baldas? Ou será esse o motivo para galinha ser galada e muitas das vezes se perder no meio da estrada? Hummm. E ela hoje não veio de madrugada.

Porque não recorrer a uma boa poção da Companhia de Multi-Serviços 1.2rc2 que tem como únicos efeitos secundários o facto de viciar e causar azia?

Anúncios

deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s