dilemas

uma espécie de cruz
Standard

Ontem decidi navegar por livros antigos de comics da Editora Abril. Navegava, porque folheava mais do que lia.
Admirava algumas imagens.
Demorava-me em algumas histórias. E numa dessas histórias – do Grey Hulk -, diga-se fraquinha, para o muito pobre, deparei-me com estas palavras:

O mal não existe, apenas desculpas que o céu não aceita.[1]


[1] IHK 356 (1989)

Anúncios

deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s