engenhos mortíferos

Standard

– Tu não és um herói, e eu não sou bonita, e talvez nós não vamos viver felizes para sempre – disse ela – Mas estamos vivos e juntos, e vamos ficar bem.

Philipe Reeve, Engenhos Mortíferos
título original: Mortal Engines
tradução: António Andrade
editor: Editorial Presença, Colecção Via Láctea(n.17), Lisboa, Mar. 2004
isbn: 972-23-3160-4
citação: página 247

Anúncios

deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s